CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Jordy parabeniza OAB por representação contra deputado que homenageou torturador

Robson Gonçalves

Para o parlamentar do PPS, o Brasil e o Congresso já superaram o que ele chamou de “fase sombria” da nossa história.

Em discurso feito no plenário da Câmara, o vice-líder do PPS na Câmara, Arnaldo Jordy (PA) elogiou, nesta terça-feira (26), a decisão da seção fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de entrar com representação em que pede a cassação do mandato do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Durante a votação da admissibilidade, na Câmara, do processo de impeachment contra Dilma Rousseff, Bolsonaro dedicou seu voto ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra.

O coronel Ustra foi apontado como sendo responsável por dezenas de casos de torturas praticados contra perseguidos políticos, durante o regime militar

“Venho aqui trazer a preocupação do PPS com a manifestação criminosa de deputados que fazem apologia à tortura que é um crime de lesa humanidade. Não podemos admitir isto Parabenizamos a OAB que propôs propondo a cassação deste deputado”, disse Jordy.

Na representação, protocolada na Câmara na última segunda-feira (25), a OAB-RJ sustenta que “é inadmissível se pensar numa declaração deste tipo num Estado Democrático de Direito, em especial quando produzida por um parlamentar”.

Para o parlamentar do PPS, o Brasil e o Congresso já superaram o que ele chamou de “fase sombria” da nossa história.

“Não podemos retroceder a tempos não festejados na história”, acrescentou Arnaldo Jordy.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta