CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Herança maldita: Escândalos de corrupção e denúncias de irregularidades marcam gestões do PT

Reprodução

Corrupção foi endêmica nos governos Lula e Dilma não só Petrobras, mas em outras empresas estatais e órgãos do governo federal

A herança maldita deixada pela presidente afastada Dilma Rousseff e a leniência do PT com a corrupção parecem não ter fim conforme a delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Matéria publicada nesta segunda-feira pelo jornal O Globo mostra que a corrupção é endêmica não só Petrobras, mas em outras empresas estatais e órgãos do governo federal.

Segundo o jornal, com base na delação de Machado, o BNB (Banco do Nordeste), Funasa, Dnit, Dnocs, Docas e FNDE acumulam escândalos de corrupção e denúncias de irregularidades superiores as cometidas na Petrobras, que possui rombo estimado pela roubalheira do PT em R$ 42 bilhões.

A situação mais dramática, de acordo com o diário, é a do BNB.  Relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) citado pelo jornal aponta um esquema fraudulento no banco envolvendo empréstimos, responsável por um prejuízo de de R$ 683 milhões na instituição financeira.

Já investigações dos Ministérios Públicos Federal e do Estado do Ceará, de acordo com O Globo, identificaram outras irregularidades, além da concessão de empréstimos, que vão do favorecimentos de empresas ao desvio de recursos para financiar campanhas políticas do PT e partidos aliados.

O promotor estadual, Ricardo Rocha, chegou a afirmar que “uma verdadeira quadrilha havia se instalado dentro do banco” e que todos os diretores haviam sido indicados por políticos.

A delação de Machado deixa claro para o País que a política adotada pelo PT foi de assaltar sistematicamente as estatais e empresas brasileiras em um projeto mesquinho de poder a qualquer custo e cooptação de políticos de partidos aliados para a manutenção da governança. A praticada é rechaçada pela sociedade e o impeachment de Dilma Rousseff é a manifestação mais clara dessa indignação.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta