CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Pollyana defende cooperação entre educação e saúde para enfrentar problemas de visão na escola

Robson Gonçalves

Pollyana contou sua própria experiência para exemplificar como pode ser exitoso o trabalho conjunto da escola com o consultório médico

A deputada Pollyana Gama defendeu ação cooperada entre as áreas de saúde e educação para equacionar os problemas de visão não diagnosticados em crianças em idade escolar e seu reflexo na aprendizagem. O assunto foi tema de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara nesta terça-feira (29), da qual a parlamentar é titular.

Pollyana contou sua própria experiência para exemplificar como pode ser exitoso o trabalho conjunto da escola com o consultório médico. Aos sete anos, ela descobriu, em testes de visão feitos na escola, que tinha uma doença chamada ambliopia que lhe tirara 90% da visão do olho esquerdo.

“Se há pessoas à minha esquerda, eu consigo identificar que há pessoas, mas não as fisionomias. Eu consigo ver as fisionomias se eu virar e olhar com o olho direito”. A deputada ressalta: “Imagine para uma criança passar por isso…ela não sabe o que está acontecendo”.

No caso de Pollyana, a professora colocou tampão em um olho de cada vez e descobriu que a aluna não enxergava nem mesmo letras garrafais com um deles. “Eu fui encaminhada para o oftalmologista e pude buscar uma forma de conviver com a minha deficiência”. Além dos óculos, a estudante passou a se sentar em um lugar que favorecesse a visão do lado em que ela enxergava melhor.

OMS

A deputada ficou assustada com os números da Organização Mundial de Saúde apresentados na reunião, que contou com a participação de médicos: 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados, se ações mais efetivas de tratamento fossem tomadas; a cada cinco segundos, uma pessoa fica cega no mundo.

Ainda segundo a OMS, 90% dos casos de cegueira ocorrem em países emergentes. Outra informação preocupante é que até 2020 o número de deficientes visuais poderá dobrar no mundo.
“São dados que exigem de nós, poder público, uma atitude. Temos que ficar atentos para promover medidas que previnam a cegueira”, disse Pollyana.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta