CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

PPS Diversidade repudia discurso homofóbico de Ciro Gomes

O PPS Diversidade divulgou nota pública (veja abaixo) neste sábado (29) de repúdio às declarações homofóbicas de Ciro Gomes – possível candidato do PDT à Presidência de República em 2018 – para atacar o prefeito de São Paulo, João Doria, durante evento semana passada na Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo).

Para o movimento, o “discurso” de Ciro contra o prefeito paulistano agrediu “também todos os cidadãos LGBTs”. O texto destaca o “histórico de afronta às mulheres e aos LGBTs” do político pedetista, que demonstra “um comportamento continuado de intolerância e preconceito, incoerentes com a postura de um político que se apresenta para disputar o comando da Nação”.

Nota de repúdio ao Sr. Ciro Gomes

O PPS Diversidade repudia veementemente o lamentável episódio, noticiado pelo jornal Folha de S. Paulo, ocorrido em evento da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, na noite da última quinta-feira (27), em que Ciro Gomes, que se apresenta como presidenciável pelo PDT, utilizou-se de discurso homofóbico para atacar o prefeito da capital paulista, João Doria, agredindo também todos os cidadãos LGBTs.

Ciro Gomes apresenta um histórico de afronta às mulheres e aos LGBTs, ao qual soma-se mais este episódio. Resta demonstrado um comportamento continuado de intolerância e preconceito, incoerentes com a postura de um político que se apresenta para disputar o comando da Nação. Seu discurso de justiça social, progresso e desenvolvimento se mostra sectário e vazio quando confrontado com a realidade de uma postura de violência contra a população LGBT, tal qual a ocorrida no referido evento.

Declarações ofensivas e excludentes como a de Ciro ajudam a explicar e a aumentar os índices de crimes contra LGBTs que tornam o Brasil país campeão mundial nesse quesito. O PPS Diversidade clama por mais respeito às diferenças, liberdade e solidariedade, repudiando, por fim, a oratória política asquerosa que remete a práticas coronelistas ultrapassadas das quais queremos ver o Brasil se livrar.

Eliseu Neto

Coordenador Nacional do PPS Diversidade

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta