CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Jovens Lideranças: Encontro debate a qualidade de vida nas cidades brasileiras

Germano Martiniano

Encontro é promovido pela FAP, com apoio do PPS, no Rio de janeiro

O mundo hoje possui mais de 60% da população vivendo nas cidades. Somando o avanço tecnológico, é imprescindível que as cidades sejam espaços que ofereçam alimento, saúde, segurança e lazer, entre outras necessidades essenciais à vida humana. Para analisar essa situação, o tema “Cidades Inteligentes” foi o principal assunto em debate nesta sexta-feira (14) no quarto dia do II Encontro de Jovens Lideranças, evento da FAP (Fundação Astrojildo Pereira), com apoio do PPS, na Colônia Kinderland, em Paulo Frontin (RJ).

Luciano (esq), Freire e Azedo

O prefeito de Vitória (ES), Luciano Resende, do PPS, foi um dos debatedores convidados para expor sua experiência como gestor no encontro que reúne mais de 100 jovens de todo o País.

Ele disse que os “segredos” do sucesso para uma cidade inteligente são bem simples: rapidez, transparência e eficiência. “Precisamos desses três itens atuando conjuntamente. Esses fatores isolados não geram sucesso”, avalia. Segundo o prefeito, é preciso que os governantes façam “um governo horizontal com a população”. “O cidadão faz parte do governo. Eu me comunico com ele até por whatsapp”, afirmou o prefeito.

Cidades tecnológicas

André Gomyde, presidente da Frente Nacional das Cidades Inteligentes, e palestrante do tema Cidades Tecnológicas, falou das transformações intensas que o mundo está passando, do avanço tecnológico, das mudanças no mundo do trabalho, das profissões que deixarão de existir, entre outras situações que afetam as cidades atualmente no Brasil e em grande parte de todo o mundo. E, consequentemente, a sociedade.

Esquerda e democracia

O quarto dia do Encontro de Jovens Lideranças começou com aulas no período da manhã, todas transmitidas ao vivo pelo canal da FAP no Facebook (veja aqui). Alberto Aggio, professor e historiador, falou sobre a necessidade de se reinventar a esquerda durante sua apresentação do tema “Da revolução à democracia: uma esquerda a inventar”.

Já o professor Caetano Araújo abordou os desafios da democracia no Brasil na aula “Desafios da democracia no Brasil”. Ao ser questionado se o País precisa de uma reforma política para fortalecer a democracia, Caetano foi incisivo: “a forma de organização política atual facilita a corrupção e todos outros problemas que nos levaram a crise ética.” Para o professor, “é essencial que ocorra também uma reforma política.”

Nova esquerda

O deputado federal Roberto Freire (SP), presidente nacional do PPS, falou aos jovens sobre o avanço tecnológico, a nova esquerda, as mudanças sociais e como fazer política nos dias atuais. “Como ser de esquerda e ser vanguarda de esquerda frente às mudanças?”, questionou.

Segundo Freire, a esquerda não deve negar as transformações pelas quais o mundo passa, como fazem os dogmáticos, mas, “ser parte da transformação e dentro dela fazer políticas com valores que garantam os direitos sociais.” (Com informações da Assessoria da FAP)

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta