CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Rodrigo Maia sinaliza que Rubens Bueno poderá presidir comissão especial do projeto do extrateto

Robson Gonçalves

Comissão terá 10 sessões para analisar proposta que limita salários acima do teto

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou, nesta terça-feira (15), que o deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) poderá presidir comissão especial criada para apreciar o projeto de Lei 6726/2016 que impõe limite aos salários acima do teto constitucional nos três Poderes.

A manifestação de Maia ocorreu logo após Bueno reforçar que requerimento de urgência para votação da matéria foi assinado pelas lideranças partidárias e entregue à presidência da Casa.

“Hoje criei a comissão especial. São dez sessões apenas. E vossa excelência, certamente, poderá presidi-la, para que a gente faça um pouco de debate e, na segunda quinzena de setembro, a gente vote esta matéria”, disse o presidente da Câmara.

Rubens Bueno agradeceu o empenho de Maia e aproveitou para manifestar apoio à decisão do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que mandou, na noite desta terça-feira, suspender pagamentos milionários a juízes do Mato Grosso.

Na decisão, o CNJ nega que tenha dada aval ao TJ-MT (Tribunal de Justiça do Mato Grosso) para pagar num único mês um contracheque de cerca de meio milhão de reais para o juiz Mirko Vicenzo Giannotte. Além dele, outros 83 magistrados do estado receberam mais de R$ 100 mil em julho porque, segundo o TJ-MT, tinham diferenças salariais que deixaram de ser pagas entre 2004 e 2009.

“É uma decisão imoral do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Propus um requerimento de urgência para que votemos o projeto de Lei que coloca o teto dentro da Constituição e não penduricalhos desta imoralidade que acontece no serviço público brasileiro”, criticou Bueno.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta