CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Com voto do PPS, comissão da reforma política mantém teto de doação de pessoa física

Robson Gonçalves

O nosso grande desafio é baratear os custos das campanhas, diz líder do PPS na Câmara

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a regulamentação da reforma política manteve, nesta terça-feira (12), o texto do relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), que estabelece como teto de doações 10% da renda bruta do doador ou 10 salários mínimos para cada cargo em disputa.

O líder do PPS na Casa, deputado federal Arnaldo Jordy (PA), encaminhou voto contrário a um destaque apresentado pelo PSDB que pretendia aumentar para 32 salários mínimos o valor como teto para cada cargo em disputa, mantendo o limite de 10% da renda do doador.

“O nosso grande desafio é baratear os custos das campanhas. Só uma casta de pessoas vai ter condição de fazer a doação (na forma apresentada pelo destaque). Isto é incompatível com o desejo de deixar as campanhas mais baratas”, justificou o parlamentar do PPS.

O plenário volta a analisar hoje (12) a proposta que altera o sistema eleitoral e institui um fundo com recursos públicos para custear campanhas. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, há um acordo para avançar na votação da proposta.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta