CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Lava Jato: Palocci diz que quer “cooperar na elucidação dos fatos criminosos”

Reprodução

Ex-ministro petista, Antonio Palocci está preso desde setembro de 2016

Palocci pede novo depoimento para ‘eliminar’ dúvida

O Estado de S. Paulo

O ex-ministro Antonio Palocci pediu ontem ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) para ser interrogado novamente no âmbito da Operação Lava Jato. A defesa de Palocci diz que o petista quer “cooperar na elucidação dos fatos criminosos”.

“A cooperação espontânea – ainda que nesta fase – pode ser extremamente relevante, vez que eliminará qualquer tipo de dúvida sobre a tese acusatória, viabilizando que a síntese decisória seja inquestionável e induvidosa”, afirmou a defesa.

Palocci está preso desde setembro de 2016. Em junho do ano passado, foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 12 anos, 2 meses e 20 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na denúncia, o ex-ministro foi acusado de envolvimento no pagamentos de propinas ligadas a contratos do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, da Odebrecht, com a Petrobrás, por intermédio da Sete Brasil.

O dinheiro, segundo a Justiça, foi pago ao marqueteiro João Santana. Quando foi interrogado nesta ação, Palocci sugeriu entregar informações que seriam “certamente do interesse da Lava Jato”. Em outro depoimento, o exministro incriminou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em ação sobre propinas da Odebrecht. A defesa de Lula nega irregularidades. (JULIA AFFONSO, RICARDO BRANDT e LUIZ VASSALLO)

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta