CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Líder do PPS na Câmara votará contra criação de 164 cargos comissionados para Ministério da Segurança

Robson Gonçalves

Alex Manente: O momento atual é de enxugamento da máquina pública, usada por vários anos para acomodar apadrinhados de políticos

O líder do PPS na Câmara, deputado federal Alex Manente (SP), adiantou nesta terça-feira (16) que votará contra a aprovação da medida provisória (MP 840/2018) que cria 164 cargos comissionados destinados ao Ministério da Segurança Pública. Para o parlamentar, a pasta, que vem funcionando desde fevereiro, pode requisitar profissionais que já atuam na atual estrutura do governo para suprir eventuais necessidades. A MP pode ser votada ainda hoje na Câmara dos Deputados.

“Não há mais nenhum espaço para criação de novos cargos comissionados para a estrutura do governo. Pelo contrário, o momento atual é de enxugamento da máquina pública, que já está inflada demais e por anos e anos foi usada para acomodar apadrinhados de políticos. Vamos votar contra qualquer medida provisória ou projeto que crie novos cargos comissionados”, afirmou o líder do PPS.

Os cargos criados pela MP 840/2018 são do grupo de Direção e Assessoramento Superiores (DAS), portando são de livre nomeação e podem ser ocupados por servidores públicos de carreira ou pessoas sem vínculo com a administração pública federal. De acordo com o governo, a criação dos cargos representará um gasto extra de R$ 14 milhões em 2018, R$ 19,4 milhões em 2019 e R$ 19,5 milhões em 2020.

“Não vejo justificativa para esse gasto. É evidente que precisamos ampliar o efetivo de segurança, mas por meio de concurso público e com melhores salários para os profissionais da área. Não é com nomeações políticas que vamos resolver o problema da segurança pública no Brasil”, finalizou Alex Manente.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta