CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Em entrevista, Daniel Coelho fala sobre mudanças no PPS

Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Deputado federal reeleito diz que o partido deve mudar de nome até o fim do ano

PPS mudará de nome, antecipa Daniel Coelho

Juliano Muta – Blog da Folha

Em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha FM (96,7), nesta segunda-feira (05), o deputado federal reeleito Daniel Coelho (PPS) revelou que o Partido Popular Socialista, deverá mudar de nome e passará a se chamar “Movimento”. Segundo ele, a mudança deve acontecer ainda este ano ou, no máximo, no início do ano que vem, e se deve à necessidade de reposicionar a legenda do ponto de vista ideológico. (veja aqui a entrevista  no Blog da Folha)

“Evidentemente não é mais um partido socialista. O nome socialista não cabe mais, ele está desconectado. Hoje é um partido que está com uma agenda muito mais próxima de um liberalismo moderno do que com a agenda socialista. Portanto o partido precisa se reposicionar”, disse. Daniel avaliou que a maioria das legendas sofrem de crise de identidade. “Hoje há uma crise existencial em 95% dos partidos brasileiros”, apontou. Segundo ele, a mudança de nome é um compromisso assumido pelo partido no início deste ano.

Daniel Coelho também destacou a votação de seu partido no Estado, que garantiu a representação em Brasília. “Tivemos mais votos para o PPS em Pernambuco do que o partido obteve, por exemplo, em Minas Gerais, Bahia ou Rio de Janeiro, que têm uma população bem maior do que a nossa. Passamos a cláusula de desempenho e Pernambuco foi essencial, sem os votos do Estado não teríamos passado”, destacou.

Para Daniel, a mudança acompanha o processo de renovação que o partido vem passando e do surgimento de movimentos como o Livres, o Agora!, o Renova e o Acredito. “Isso deu uma nova composição e uma nova cara ao PPS aqui no Estado”, pontuou. “Essa mudança de nome é essencial. a gente vai mostrar aqui em Pernambuco que é possível fazer um partido que atue como movimento, mais conectado com a população. (…) Pra mim está cada vez mais claro que os partidos precisam de nitidez ideológica”, afirmou Daniel.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta