CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Pnad destaca queda do desemprego em novembro e aponta novo recorde do trabalho informal

Reprodução

O número de contratos informais bateu recorde desde o início da série histórica

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada nesta sexta-feira (28) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia), revelou que a taxa de desemprego no País ficou em 11,6% no trimestre encerrado em novembro. O número é inferior aos 12,1% no trimestre encerrado em agosto e aos 12% do trimestre encerrado em novembro do ano passado.

Segundo o levantamento a população ocupada, de 93,2 milhões, é a maior da série histórica, iniciada em 2012. O número de pessoas empregadas é 1,2% maior que agosto e 1,3% maior que o mesmo período de 2017. Já a população desocupada ficou estabelecida em 12,2 milhões. Número 3,9% menor que agosto e 2,9% abaixo de novembro do ano passado.

O total da população subutilizada chegou a 27 milhões, 1,7% a menos que agosto e 1,8% superior a novembro de 2017. A taxa inclui os desocupados (aqueles que trabalham menos do que poderiam) e pessoas que não estão trabalhando, mas que podem integrar a força de trabalho. O número de pessoas que desistiram de procurar emprego segundo o estudo é de 4,7 milhões.

Informais

O número de empregados sem carteira assinada chamou atenção na pesquisa já que representou o maior número, 11,7 milhões, da série histórica. Essa parcela de trabalhadores subiu 4,5% na comparação com agosto e 4,7% em relação a novembro do ano passado. O número de empregados no setor privado com carteira assinada foi de 33 milhões e se mostrou estável quando comparado com os outros períodos.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta