CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Previdência: No Valor, Daniel Coelho confirma instalação de comissões nesta semana

Reforma só avança na CCJ quando regras de militares forem encaminhadas

Por Marcelo Ribeiro e Raphael Di Cunto – Valor Econômico

BRASÍLIA – Após reunião de líderes, parlamentares afirmaram nesta segunda-feira que ficou acordado que a admissibilidade da reforma da Previdência só será votada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) quando o texto com as regras para aposentadoria dos militares for encaminhado pelo governo ao Congresso Nacional.

Diante do acordo, os partidos da oposição aceitaram fazer as indicações para compor o colegiado – as legendas chegaram a planejar uma obstrução para atrapalhar a instalação da CCJ. A reunião ocorreu na noite desta segunda-feira na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O líder do PPS na Câmara, Daniel Coelho (PE), confirmou que a instalação das comissões ocorrerá entre quarta-feira e quinta-feira e disse que houve um acordo entre todos os líderes para que a “admissibilidade do pacote da Previdência seja votada apenas depois da chegada do texto dos militares”. Segundo ele, o governo já foi cobrado sobre o envio do projeto. A equipe econômica já sinalizou que enviará a proposta até 20 de março.

O líder da Minoria na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), afirmou ter sido importante a oposição condicionar a votação da admissibilidade da reforma à chegada da proposta das regras de aposentadoria dos militares.

“Isso foi pactuado com todos os líderes na presença das lideranças do governo. O prazo é dia 20 de março. Se isso não for cumprido, isso prenderá a votação da admissibilidade da reforma e o calendário previsto pelo governo não será cumprido”, disse Molon, acrescentando que até mesmo os partidos da oposição farão as indicações dos membros das comissões nesta semana.

Coelho disse ainda que os parlamentares enxergaram mais engajamento do governo ao falar da reforma nas redes sociais. Ele avaliou que, se o governo enviar o texto das mudanças na aposentadoria dos militares, será possível aprovar a reforma da Previdência na CCJ em três semanas.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta