CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Câmara aprova projeto de Rubens Bueno que dá a Nova Esperança o título de Capital Nacional da Seda

Robson Gonçalves

Aprovação do projeto premia a dedicação dos produtores da região, diz deputado

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quinta-feira (30) projeto do deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) que concede ao município paranaense de Nova Esperança o título de Capital Nacional da Seda. Situada no noroeste do estado, a cidade é a maior produtora de seda na América Latina. O reconhecimento dá ainda mais destaque para o município de 30 mil habitantes que já é apontado nacionalmente como campeão em limpeza urbana e detém o título de melhor gestão de lixo no Brasil.

“Nova Esperança já é a Capital Estadual da Seda. O Paraná é produtor de 84% da seda nacional e somente Nova Esperança responde por 15% da produção de casulos verdes do estado. Exporta para a França, Itália, Japão e outros países. Fico muito feliz com essa nova conquista que é fruto de um trabalho que fizemos em conjunto com o prefeito Moacir Olivatti e que premia a dedicação dos produtores da região”, destacou o deputado Rubens Bueno, que agora vai se dedicar a aprovação do projeto também no Senado para ratificar a concessão do título nacional para Nova Esperança.

Hoje a cidade produz mais de 328 mil quilos de casulo verde por safra e fio da seda produzido em Nova Esperança prima-se pela alta qualidade quando comparado ao de outros países, o que lhe torna referência mundial.

“Tudo isso é fruto do trabalho dos pioneiros que iniciaram essa atividade na região na década de 1980 e com a o avanço da tecnologia conquistaram a excelência na produção numa união entre produtores, indústria, pesquisadores e poder público”, afirmou Rubens Bueno.

Para o prefeito Moacir Olivatti, que sugeriu o projeto ao deputado, o título de Capital Nacional da Seda vai valorizar cada vez mais a cidade e seus produtores. É mais um passo para reconhecer o trabalho do maior produtor de casulos verdes do Brasil, o que enriquece sua história e sua cultura.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta